Piadex do e-mail

Esta é boa para quem gosta sempre de parecer saber mais que os outros.

No Curso de Medicina, o professor se dirige ao aluno e pergunta:

– Quantos rins nós temos?
– Quatro! Responde o aluno.
– Quatro? Replica o professor, arrogante, daqueles que sentem prazer em tripudiar sobre os erros dos alunos.
– Traga um feixe de capim, pois temos um asno na sala. Ordena o professor a seu auxiliar.
– E para mim um cafezinho! Replicou o aluno ao auxiliar do mestre.

O professor ficou irado e expulsou o aluno da sala. O aluno era, entretanto, o humorista Aparício Torelly Aporelly (1895-1971), mais conhecido como o ”Barão de Itararé’.

Ao sair da sala, o aluno ainda teve a audácia de corrigir o furioso mestre:
– O senhor me perguntou quantos rins ‘nós temos’. ‘Nós’ temos quatro: dois meus e dois seus. ‘Nós’ é uma expressão usada para o plural. Tenha um bom apetite e delicie-se com o capim.

A vida exige muito mais compreensão do que conhecimento. Às vezes as pessoas, por terem um pouco a mais de conhecimento ou acreditarem que o tem, se acham no direito de subestimar os outros… e haja capim!!!

Anúncios

Mc, wi-fi, velox………. HUAHUAHUA.

Não sei realmente o que é pior, ficar todos olhando para vc enquanto abre um laptop em um local inusitado que tenha Wifi, como um Mcdonalds ou cafeteria-não-muito-descolada, ou vc ficar desconcertado com tantos olhares. Há um limite entre a vergonha, intimidação, glamour e medo. Esse limite é totalmente quebrado quando além de estar com um computador portátil aberto em um ambiente inusitado, vc rachar de rir sobre alguma coisa que viu na net. No meu caso foi um post engraçado e exagerado sobre a skill de um colega de jogo. Sim do Dod, para os que acompanham e lêem esse projeto de blog.
É muito engraçada a quebra desse limite, pois vc esquece que está um local público e pessoas estão te observando, e vai ficando a vontade. Tão a vontade que a necessidade que te fez abrir o laptop em tal local nem é mais tão importante e sim o seu dia-a-dia com as suas coisas na internet. Assim vc abre aquele novo vídeo do Orkut, le suas listas de news e ainda se dá o luxo de postar em fóruns, esses que me fizeram rir em voz alta no Mcdonalds esses dias. Não sou de falar muito com outras pessoas, costumo fazer o social puxando papo quando convém ou apenas quando acontece uma situação engraçada. Puxa papo por puxar ou apenas por nada, NUNCA mais… Mas o mais legal disso tudo é que com todos te olhando é impossível vc não ser o centro das atenções e comentários. Mas logo isso acaba e começam a falar sobre o que estavam falando ou de situações parecidas e assim vc se sente livre… livre para mais uma vez poder quebrar essa barreira, mas agora sem medo e sem intimidações de olhares…

HEIN ?

Agora a nova onda é estar falando sobre a crise mundial nos blogs, eu não tenho muito o que falar dela, afinal todos já falam constantemente nos veículos de comunicações mais diversos. O que tenho para falar é apenas sobre a continuidade desse blog…. juro que tentei.. mas está difícil de continuar. Essa é a terceira (maldito teclado do notebook que não tem o ° no feminino) vez que tento. Mas sempre é a mesma coisa, se vejo uma coisa legal para postar, já postaram, se tem alguma novidade até ir de frente ao computador para postar já era, é OLD… Poderia fazer um blog sobre opiniões, mas quem afinal eu penso que sou ?

Vai continuar assim, um acordo que vou fazer comigo mesmo e para os poucos mais de 2 ou 3 que já leram esse blog. Vai continuar um vomito de informações diversas e absurdas, indo de piadas copiadas até alguma merda como esse post ou a Intel que ajuntou as duas marcas e criaram um novo logo… Que não tem nada a ver com nada. Depois eu posto um copy+paste de um blog que leio sobre os logos modificados. Mas enquanto isso segue aew um exemplo.

Paz no Oriente médio ?

Um judeu caminhava pelo deserto, quando encontrou uma garrafa de Coca-Cola.

Ao abrir a tampa, surpresa! Apareceu um gênio:

– Olá! Sou o gênio de um só desejo, às suas ordens…
– Então, eu quero a paz no Oriente Médio. Veja esse mapa, quero que esses países vivam em paz!

O gênio olhou bem para o mapa e disse:

– Cai na real amigo, esses países guerreiam há 5 mil anos! E para falar a verdade, sou bom, mas não o suficiente para isso, peça outra coisa.
– Bom, então… eu nunca encontrei a mulher ideal, você sabe… gostaria  de uma mulher que tenha senso de humor, goste de sexo, cozinhar, limpar  a casa, não seja ciumenta, que seja fiel, que goste de futebol, que aprecie uma cervejinha, gostosa, bonita, jovem, carinhosa e não seja vidrada em cartões de crédito…

O gênio suspirou fundo e disse:

– Deixa eu ver a merda daquele mapa de novo!