Um pouco da banalidade do nosso Brasil

Ok que o Brasil é um berço de culturas e tal. Mas até aew usar do ridículo como algumas bandas, se é que podemos chamar assim, vem fazendo é muita “falta de sacanagem” como diria a fã do restart e afins.

Já não bastava os funks cariocas que agora tem vertentes paulistas que não fazem nada além de denegrir nossa imagem como homens de verdade e de mulheres de verdade, cantando sobre pegar as novinhas, que mulher é tudo safada e blablabla…. Agora os axès da vida, que até 98/97 eram MUITO BONS diga-se a verdade sobre, hj estão apelando demais. Depois do melô da liga da justiça, que o Diogo, ex-bbb frustado que saiu do programa achando q ia ser o campeão e ganhou título de chato p/ caraleo , agora tem a porcaria, lixo e totalmente no sense do Street Figther .. é de deixar qualquer um louco da vida com nossa música mesmo.

Segue a sandisse de alguns brasileiros

Anúncios

Políticos errados ?

OS BRASILEIROS RECLAMAM DE QUÊ?…

Os Brasileiros. ..
– Falam no celular enquanto dirigem;
– Trafegam pela direita nos acostamentos num congestionamento;
– Param em filas duplas, triplas em frente às escolas;
– Saqueiam cargas de veículos acidentados nas estradas;
– Estacionam nas calçadas, muitas vezes exatamente debaixo de placas de proibição;
– Estacionam em vagas exclusivas para deficientes ou idosos;
– Subornam ou tentam subornar quando são pegos cometendo infração;
– Violam a lei do silêncio;
– Dirigem após consumirem bebida alcoólica;
– Furam filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas;
– Espalham mesas e churrasqueiras nas calçadas;
– Pegam atestados médicos sem estar doentes, só para faltar ao trabalho;
– Fazem gato de luz, de água, TV a cabo e banda-larga;
– Registram imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos;
– Compram recibos para abatê-los na declaração do imposto de renda;
– Mudam a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de cotas;
– Quando viajam a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota de 20;
– Comercializam objetos doados nessas campanhas de catástrofes;
– Adulteram o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado;
– Compram produtos piratas com a plena consciência de que são piratas;
– Substituem o catalisador do carro por um que só tem a casca…
– Diminuem a idade do filho para que este passe por baixo da roleta do ônibus, sem pagar passagem;
– Emplacam o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA;
– Freqüentam os caça-níqueis e fazem uma fezinha no jogo de bicho;
– Levam das empresas onde trabalham, pequenos objetos como clipes,
envelopes, canetas, lápis… como se isso não fosse furto;
– Comercializam os vales transportes e vale refeição que recebem das empresas onde trabalham;
– Falsificam tudo, tudo mesmo… só não falsificam aquilo que ainda não foi inventado…
– Quando voltam do exterior, nunca falam a verdade quando o policial pergunta o que trazem na bagagem…
– Quando encontram algum objeto perdido, a maioria não devolve;
– etc., etc., etc…

E querem que os políticos sejam honestos???
Estes políticos que aí estão não são estrangeiros. . Saíram do meio desse mesmo povo. E esse mesmo povo os elegeu…

Nós todos precisamos mudar, urgentemente! … Estamos em ano de eleições!!!

Envergonhado

Ontem, segunda-feira, dia 30 de Novembro. Acordei com vergonha de ser corintiano. Hoje 01 de Dezembro. Acordei com vergonha de ser brasileiro. E não para menos. No domingo passado, a equipe em que escolhi desde pequeno para torcer, na qual fui por diversas vezes, ainda quando moço, assistir nos estádios, chorei, sorri e gritei feito louco por eles, além de ver o lob da CBF para fazer uma equipe carioca ser campeão do Campeonato Brasileiro, além de ver o juiz meter a mão, além dever outro lob para o Fluzão não ser rebaixado, além de ter abandonado a oportunidade de ser campeão do Brasileirão e fechar o ano de 2009 com 3 vitórias em campeonatos brazucas, além do Ronaldo sofrer mais contusões que eu nos meus treinos, que mesmo sem acompanhamento de treinadores, médicos, personals e sem a falta de anos de treino em equipes grandes e com todo acompanhamento possível que o dinheiro possa pagar, ainda não sofro tanto com trombadas bobas e normais do jogo que o mesmo escolheu como trabalho. Além de tudo isso minha equipe do coração ainda entregou o jogo para o mengão. Não porque eles mereciam ou rolou mala preta, branca ou sei lá que cor. Mas porque com a vitória do mesmo e os bambis (leia-se: time que ganhou estádio do governo e investimentos aos milhões do mesmo) perdendo o seu jogo eles seriam os novos líderes do campeonato, usufruindo do lob generalizado da imprensa e da CBF para que o mesmo chegasse a esse pronto, e agora é o mais forte candidato a ganhar o caneco.

SE isso já não bastasse, ainda temos alguns vídeos de políticos bonzinhos que não fizeram nada de errado. Apenas receberam dinheiro para campanha. Que não é crime. Claro que não. Crime é fazer caixa 2, receber mesadas, não declarar dinheiro que apareceu em cuecas, meias e sabe-se lá que mais peças de roupas que podem esconder dinheiro. Crime é achar que nossos políticos que apareceram orando a Deus agradecendo as benções recebidas (leia-se: dinheiro sonegado ou “doado” por empresários), são corruptos. Crime é achar que o PT deveria expulsar os políticos envolvidos no esquema no Marcos Valério. Crime então é querer que o DEM, partido novinho em folha e cheio de boas intenções, vá demitir os envolvidos nas filmagens. Isso sim é um crime. Mas crime maior é ver nosso presidente lá em terras lousitanas dizer que as imagens não provam nada. Como foi mesmo que o analfabetobêbadobemarruamdo disse ?: “A imagem não fala por si. O que fala por si é todo o processo de apuração, é todo o processo de investigação. Quando tiver toda a apuração e investigação terminadas, a Polícia Federal vai ter que apresentar o resultado final do processo. Aí você pode fazer juízo de valor e mesmo assim quem vai fazer é a Justiça”.

É,  eu me envergonho de ser Brasileiro, de ser corintiano e de ter esse blog que qs ninguém lê para dizer essas coisas. Dizer que um dia espero que as leis mudem, e que de alguma forma essas pessoas paguem com seus bens pessoais, que nem deles são, pois fui eu, vc e todos aqueles que contribuem e pagam seus impostos, que pagam essa sujeirada toda. Onde se viu ter mais de 80 mil cargos comissionados para delegar em um governo de 4 anos ? “Que país é esse ?” Já dizia a música que tanto fez eu pular e suar na minha adolescência. Isso é Brasil e hoje eu me envergonho dele.

O Mortômetro

48. 49. 50. 51. 52 mortos pela gripe suína. E aumentando! Tá chegando a minha hora…

Cada morte numa cidade diferente dá uma nova manchete. Como o Brasil tem algo em torno de 5 mil municípios temos aí um potencial gigantesco para ocupar os jornais, rádios e televisões com o alerta: “Mulher morre de gripe suína em Carapicuíba”. “Primeira morte por gripe suína em Conceição do Guararapes”.  “Homem morre em Cururu da Serra com suspeita de gripe suína”. É uma espécie de mortômetro, um contador mórbido que a imprensa está utilizando para… para… pra quê hein?

Cerca de dez dias atrás eu estava no auge de uma gripe normal, com tosse e dores no corpo. Sentei na recepção de uma rádio onde daria uma entrevista e fiquei curtindo minha gripe. Um espirro ali. Uma tossida aqui. Até que repentinamente a recepcionista se levanta, cruza a saleta e abre acintosamente as janelas, como que dizendo: “Sai daqui seu infectado!”. Me senti parte da minoria oprimida, sabe como é? Eu devia ter ligado pro Lula.

Alguns dias depois embarquei para o Chile para palestrar num grande evento com cerca de 1.000 pessoas na platéia. Olha só: saindo de uma gripe e entrando no meio de uma aglomeração, no segundo país mais infectado pela gripe suína na América do Sul. Suicídio, né?

Pois sabe o que vi no aeroporto, nos shopping centers e nos hotéis do Chile? Nada. Ninguém usando máscaras, ninguém distribuindo cartazes, nenhum mortômetro na televisão. Nada. Néris de pitibiribas.

Quando desembarquei em São Paulo fui recebido por agentes da Polícia Federal com máscaras azuis. Só faltou a luva de borracha e o álcool para desinfetar. Um horror.

E então leio a manchete da Folha de São Paulo no domingo: “Gripe suína deve atingir ao menos 35 milhões no país em 2 meses”.

Que loucura é essa hein? E o índice de mortalidade é sempre o mesmo: entre 0,7% e 0,8%. Igual ao de uma gripe normal. Mas… no México o índice é 1,03%. Nos Estados Unidos, 0,57%. Na Inglaterra, 0,14%. Na União Européia, 0,12%. Técnicos afirmam que a divergência se dá pela dificuldade de medir e pelos diferentes critérios utilizados. Em outras palavras: ninguém sabe nada.

E quando ninguém sabe nada a especulação aparece. E nesse ambiente vamos escolher sempre a tragédia. As ameaças de extermínio da Humanidade são ótimas para vender jornal, e sempre serão tratadas como algo distante. Mas quando a praga ataca meu vizinho e o vizinho do meu vizinho, vixe!!!

Apelos emocionais são irresistíveis.

Então o apresentador do telejornal mostra o hospital superlotado de gente procurando tratamento contra a gripe suína. E entrevista o infectologista que implora para que as pessoas só se dirijam aos hospitais se estiverem com todos os sintomas. E em seguida o mesmo apresentador volta com o mortômetro: 53… 54… 55. Tá chegando em você, CORRA PRO HOSPITAL!

Olha aqui: tem uma gripe nova por aí , sim senhor. Ela precisa de cuidados básicos ou pode matar, sim senhor. Mas ela mata tanto quanto uma gripe normal. E menos que dezenas de outras doenças com as quais convivemos normalmente, mas que não tem um mortômetro na televisão.

É o mortômetro que cria o pânico. É o mortômetro que manda os ignorantes para os hospitais. É o mortômetro que vende jornal.

A pandemia que enfrentamos é de estupidez.

Luciano Pires

Texto retirado do blog do Luciano Pires

iPhone no Brasil do Lula Molusco ?

O iPhone 3G já pode ser comercializado no Brasil. A barreira que impedia a chegada do aparelho ao País foi removida nesta terça-feira (12/08) com a emissão do Certificado de Homologação do aparelho pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

O documento foi publicado no Sistema de Gestão de Certificação e Homologação (SGCH) sob o número 1124-08-1993. O modelo do A1241, nome técnico do iPhone 3G na Anatel, homologado pela Agência, é o de 8 GB. Nenhuma menção à versão de 16 GB é feita nos arquivos entregues ao órgão regulador.

Segundo fontes do IT Web, a Claro teria enviado correspondência a seus clientes na semana passada informando que o aparelho estava próximo de ser lançado no País. Ainda segundo fontes, a Vivo teria contratado campanha publicitária para divulgar o lançamento do aparelho no mês de setembro.

Na última coletiva de divulgação de seus resultados trimestrais, o presidente da Claro, João Cox, afirmou que já havia feito o pedido do telefone à Apple. A empresa afirma ter uma lista de 100 mil pessoas interessadas nele.

Resta saber se o iPhone 3G chegará ao País com preços competitivos, ou para variar o Brasileiro ávido em pagar MUITO por algum bem material e para manter o status.

Que merda …

GOVERNO BOM É ISSO!!!! NO MUNDO NÃO EXISTE ADMINISTRAÇÃO COMO ESSA!!!!

“KIT FALTA DE VERGONHA”

Vai transar? O governo dá camisinha.
Já transou? O governo dá a pílula do dia seguinte.
Engravidou? O governo dá o aborto.
Teve filho? O governo dá o Bolsa Família.
Tá desempregado? O governo dá Bolsa Desemprego.
Vai prestar vestibular? O governo dá o Bolsa Cota.
Não tem terra? O governo dá a Bolsa Invasão e ainda te aposenta.

AGORA……Experimenta estudar, trabalhar e andar na linha pra ver o que te acontece!!!!!

VOCÊ VAI GANHAR UMA BOLSA DE IMPOSTOS NUNCA VISTA EM LUGAR ALGUM DO MUNDO!!!!! PARABÉNS