Apple vs Osama

O barbeiro e os politicos

O BARBEIRO

Certo dia um florista foi ao barbeiro para cortar seu cabelo.
Após o corte perguntou ao barbeiro o valor do serviço e o barbeiro respondeu:
– Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.

O florista ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um buquê com uma dúzia de rosas na porta e uma nota de agradecimento do florista.

Mais tarde no mesmo dia veio um padeiro para cortar o cabelo. Após o corte, ao pagar, o barbeiro disse:
– Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.

O padeiro ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um cesto com pães e doces na porta e uma nota de agradecimento do padeiro.

Naquele terceiro dia veio um deputado para um corte de cabelo.

Novamente, ao pedir para pagar, o barbeiro disse:
– Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.

O deputado ficou feliz e foi embora.

No dia seguinte, quando o barbeiro veio abrir sua barbearia, havia uma dúzia de deputados fazendo fila para cortar cabelo.

Essa história ilustra bem a grande diferença entre os cidadãos do nosso país e os políticos que o administram.

POLÍTICOS E FRALDAS DEVEM SER TROCADOS COM FREQÜÊNCIA PELO MESMO MOTIVO!

(frase atribuida a Eça de Queiroz)

 

Políticos errados ?

OS BRASILEIROS RECLAMAM DE QUÊ?…

Os Brasileiros. ..
– Falam no celular enquanto dirigem;
– Trafegam pela direita nos acostamentos num congestionamento;
– Param em filas duplas, triplas em frente às escolas;
– Saqueiam cargas de veículos acidentados nas estradas;
– Estacionam nas calçadas, muitas vezes exatamente debaixo de placas de proibição;
– Estacionam em vagas exclusivas para deficientes ou idosos;
– Subornam ou tentam subornar quando são pegos cometendo infração;
– Violam a lei do silêncio;
– Dirigem após consumirem bebida alcoólica;
– Furam filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas;
– Espalham mesas e churrasqueiras nas calçadas;
– Pegam atestados médicos sem estar doentes, só para faltar ao trabalho;
– Fazem gato de luz, de água, TV a cabo e banda-larga;
– Registram imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos;
– Compram recibos para abatê-los na declaração do imposto de renda;
– Mudam a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de cotas;
– Quando viajam a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota de 20;
– Comercializam objetos doados nessas campanhas de catástrofes;
– Adulteram o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado;
– Compram produtos piratas com a plena consciência de que são piratas;
– Substituem o catalisador do carro por um que só tem a casca…
– Diminuem a idade do filho para que este passe por baixo da roleta do ônibus, sem pagar passagem;
– Emplacam o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA;
– Freqüentam os caça-níqueis e fazem uma fezinha no jogo de bicho;
– Levam das empresas onde trabalham, pequenos objetos como clipes,
envelopes, canetas, lápis… como se isso não fosse furto;
– Comercializam os vales transportes e vale refeição que recebem das empresas onde trabalham;
– Falsificam tudo, tudo mesmo… só não falsificam aquilo que ainda não foi inventado…
– Quando voltam do exterior, nunca falam a verdade quando o policial pergunta o que trazem na bagagem…
– Quando encontram algum objeto perdido, a maioria não devolve;
– etc., etc., etc…

E querem que os políticos sejam honestos???
Estes políticos que aí estão não são estrangeiros. . Saíram do meio desse mesmo povo. E esse mesmo povo os elegeu…

Nós todos precisamos mudar, urgentemente! … Estamos em ano de eleições!!!

Intimidação do PC

Algumas coisas na minha área são realmente inexplicáveis. Não posso crer que existe uma lógica exata na área de suporte.

Ontem estava em um cliente que a máquina nçao funcionava. Segundo ele nem ligava. Claro que quando eu cheguei lá apenas apertei o botão de on/off no gabinete e a mesma ligou. Coisa óbvia. Pensei comigo: “O não ligar deve ser: não carregar o windows”. E já até tinha pego um cd do Windows para efetuar a restauração por ele, quando me aparece a tela de logon na frente. Não entendi bem e pedi para digitarem a senha, que para minha surpresa veio a pergunta:”Como vc fez para chegar nessa tela?”. Certo, sabemos que “NÓS” intimidamos as máquinas asssi como sistemas, pois chegamos perto e as coisas começam a funcionar, acredito que seja um certo medo do S.O ou da máquina mesmo das nossas mãos ou pensamentos mais malígnos que temos sobre elas. Mas paro para pensar e vejo que não tem muita lógica isso.

Ontem abri o equipamento, olhei os cabos, que estavam todos no lugar, recoloquei todos eles, verifiquei se tinha muita sujeira dentro, e como de costume efetuei ainda uma limpesa de sistema. NADA que pudesse justificar a máquina não ligar. O que logo depois fui informado que estava dndo erro de: “Sistema operacional não encontrado”. Poxa. Agora a bios da máqina está falando até português com o usuário? Fala sério. Sei que exercemos certo poder sobre as máquinas, servidores e sistemas que administramos, mas não me recordo de ter ensinado nenhuma máquina a falar português. Ainda mais expecificando o erro:

  • Olha usuário, fala para o administrador de rede que eu estou com problema de memória.
  • Usuário bonitinho, vc acaba de puxar o cabo do monitor com o pé, por isso sua tela ficou com o botão laranja.
  • Caro usuário, estou prestes a dar uma congelada, então já salve seus aquivos e feche seu outlook para depois não perder seu PST.
  • EI..EI.. eu não falei para não instalar essa droga do MSN PLUS? Vou travar então e a culpa é dele.
  • Pô cara, mas vc é burro? eu já dei mensagem que precisava desligar para terminar o processo de atualização, por isso que não estou funcionando.

Vejo que a lógica do erro é a mesma lógica do sinônimo de algumas palavras, ou até mesmo criação das mesmas. Hoje vivemos com palavras como: Startar, Time, Boot, Reboot, plugin, addons, patchs,… São tantas, que não sabemos mais se fazem ou não parte do nosso vocabulário.

Acho que devo mudar de área ainda, mas para alguma coisa relacionada. Zoologia, botânica, música, política… é achoq ue vou ser político, aew poderia convencer o povo, leia-se usuário, que vou fazer uma coisa e intimidar o sistema, caso não funcione sempre sobrará a opção de propina, e deixar ele fazer no meu lugar. E pior, vou fazer ele entender sobre como fazer e fazer com que ele mesmo faça. Claro, ótimo. Assim como nosso governo esconde reais na meia e na cueca, poderei esconder insuficiencia técnica em progrmas free do baixaki.

Envergonhado

Ontem, segunda-feira, dia 30 de Novembro. Acordei com vergonha de ser corintiano. Hoje 01 de Dezembro. Acordei com vergonha de ser brasileiro. E não para menos. No domingo passado, a equipe em que escolhi desde pequeno para torcer, na qual fui por diversas vezes, ainda quando moço, assistir nos estádios, chorei, sorri e gritei feito louco por eles, além de ver o lob da CBF para fazer uma equipe carioca ser campeão do Campeonato Brasileiro, além de ver o juiz meter a mão, além dever outro lob para o Fluzão não ser rebaixado, além de ter abandonado a oportunidade de ser campeão do Brasileirão e fechar o ano de 2009 com 3 vitórias em campeonatos brazucas, além do Ronaldo sofrer mais contusões que eu nos meus treinos, que mesmo sem acompanhamento de treinadores, médicos, personals e sem a falta de anos de treino em equipes grandes e com todo acompanhamento possível que o dinheiro possa pagar, ainda não sofro tanto com trombadas bobas e normais do jogo que o mesmo escolheu como trabalho. Além de tudo isso minha equipe do coração ainda entregou o jogo para o mengão. Não porque eles mereciam ou rolou mala preta, branca ou sei lá que cor. Mas porque com a vitória do mesmo e os bambis (leia-se: time que ganhou estádio do governo e investimentos aos milhões do mesmo) perdendo o seu jogo eles seriam os novos líderes do campeonato, usufruindo do lob generalizado da imprensa e da CBF para que o mesmo chegasse a esse pronto, e agora é o mais forte candidato a ganhar o caneco.

SE isso já não bastasse, ainda temos alguns vídeos de políticos bonzinhos que não fizeram nada de errado. Apenas receberam dinheiro para campanha. Que não é crime. Claro que não. Crime é fazer caixa 2, receber mesadas, não declarar dinheiro que apareceu em cuecas, meias e sabe-se lá que mais peças de roupas que podem esconder dinheiro. Crime é achar que nossos políticos que apareceram orando a Deus agradecendo as benções recebidas (leia-se: dinheiro sonegado ou “doado” por empresários), são corruptos. Crime é achar que o PT deveria expulsar os políticos envolvidos no esquema no Marcos Valério. Crime então é querer que o DEM, partido novinho em folha e cheio de boas intenções, vá demitir os envolvidos nas filmagens. Isso sim é um crime. Mas crime maior é ver nosso presidente lá em terras lousitanas dizer que as imagens não provam nada. Como foi mesmo que o analfabetobêbadobemarruamdo disse ?: “A imagem não fala por si. O que fala por si é todo o processo de apuração, é todo o processo de investigação. Quando tiver toda a apuração e investigação terminadas, a Polícia Federal vai ter que apresentar o resultado final do processo. Aí você pode fazer juízo de valor e mesmo assim quem vai fazer é a Justiça”.

É,  eu me envergonho de ser Brasileiro, de ser corintiano e de ter esse blog que qs ninguém lê para dizer essas coisas. Dizer que um dia espero que as leis mudem, e que de alguma forma essas pessoas paguem com seus bens pessoais, que nem deles são, pois fui eu, vc e todos aqueles que contribuem e pagam seus impostos, que pagam essa sujeirada toda. Onde se viu ter mais de 80 mil cargos comissionados para delegar em um governo de 4 anos ? “Que país é esse ?” Já dizia a música que tanto fez eu pular e suar na minha adolescência. Isso é Brasil e hoje eu me envergonho dele.

Político e o Bêbado instruído

MONOGLOTA POLINÍVEL

Um político que estava em plena campanha chegou a uma cidadezinha,
subiu em um caixote e começou seu discurso:

– Compatriotas, companheiros, amigos! Nos encontramos aqui convocados, reunidos ou ajuntados para debater, tratar ou discutir um tópico, tema ou assunto o qual é transcendente, importante ou de vida ou morte.
O tópico, tema ou assunto que hoje nos convoca, reúne ou ajunta, é minha postulação, aspiração ou candidatura à Prefeitura deste Município.

De repente, uma pessoa do público pergunta:

– Escuta aqui, porque o senhor utiliza sempre três palavras para dizer a mesma coisa?

– Ah, responde o candidato, pois veja, meu senhor:
A primeira palavra é para pessoas com nível cultural muito alto como poetas, escritores, filósofos, etc. A segunda é para pessoas com um nível cultural médio como o senhor e a maioria dos que estão aqui. E a terceira palavra é para pessoas que têm um nível cultural muito baixo, pelo chão, digamos, como aquele bêbado ali jogado na esquina.

De imediato, o bêbado se levanta cambaleando e responde:

– Senhor postulante, aspirante ou candidato . (hic). O fato, circunstância ou razão de que me encontre em um estado etílico, bêbado ou mamado … (hic) não implica, significa, ou quer dizer que meu nível cultural seja ínfimo, baixo ou ralé mesmo … (hic). E com todo o respeito, estima ou carinho que o senhor merece… (hic), pode ir agrupando, reunindo ou ajuntando … (hic), seus pertences, coisas ou bagulhos … (hic) e encaminhar-se, dirigir-se ou ir-se
diretinho à sua genitora, mãe biológica ou Puta que o Pariu !!!!!